3 dias no Recife: veja roteiro para aproveitar a cidade – 29/06/2024 – Turismo

A terceira reportagem da série ‘3 Dias em’, que propõe roteiros turísticos de 72 horas por cidades brasileiras e internacionais, aborda agora o Recife. As dicas contemplam aspectos históricos, culturais, gastronômicos e da natureza na capital pernambucana.

Em geral, as redes de hotéis e pousadas se concentram na zona sul da cidade, onde ficam as praias como a de Boa Viagem, a mais famosa. O aeroporto da cidade fica no bairro da Imbiribeira, na mesma região.

A recomendação para os turistas é fazer deslocamentos por transporte via aplicativo ou táxis, já que o transporte público da capital pernambucana tem tido problemas de segurança e não é amplo. O metrô, por exemplo, não contempla a zona norte da cidade e não chega próximo a pontos turísticos do centro.

DIA 1

O primeiro dia no Recife pode ser voltado ao lado histórico da cidade, que foi berço de grandes movimentos históricos. A manhã do primeiro dia pode ser na imponente praça do Marco Zero, onde o rio Capibaribe encontra o oceano Atlântico.

No local, há padarias e lanchonetes que oferecem café da manhã, como na avenida Rio Branco, que é um bulevar, isto é, uma rua exclusiva para pedestres.

Após o café da manhã, é possível explorar o Recife Antigo a pé, passando por casas do período colonial e igrejas barrocas. O local ainda conta com a sinagoga Kahal Zur Israel, a mais antiga das Américas, aberta para visitação. O tour ainda pode contemplar a rua do Bom Jesus, considerada uma das mais bonitas do mundo pela revista Architectural Digest, de arquitetura internacional, e o Museu Cais do Sertão, que celebra a cultura nordestina.

Vários restaurantes ficam ali e podem servir como opção para o almoço. Em seguida, vale visitar o Centro de Artesanato de Pernambuco para comprar rendas, cerâmica e objetos de couro.

Como não se pode falar do Recife sem o seu principal ritmo, uma opção é visitar o Paço do Frevo, que tem uma boa cafeteria e um espaço dedicado à memória do gênero musical, com a história do ritmo, fantasias, estandartes de blocos, além de imagens e vídeos interativos sobre a história do Carnaval de Pernambuco.

O bairro também tem vendedores de tapioca que fazem a comida na hora para um lanche de fim de tarde. Uma opção para ver o pôr do sol ou jantar é em um dos restaurantes com vista para o porto do Recife.

Praça do Marco Zero – Av. Alfredo Lisboa – Bairro do Recife

Avenida Rio Branco, Bairro do Recife

Sinagoga Kahal Zur Israel – R. do Bom Jesus, 197. Ter a sex. 9h às 17h, dom. 14h às 18h

Rua do Bom Jesus, Bairro do Recife

Museu Cais do Sertão – Armazém 10, Avenida Alfredo Lisboa, Bairro do Recife, sem número. Ter a sex. 10h às 16h, Sab e dom. 11h às 17h.

Centro de Artesanato de Pernambuco – Av. Alfredo Lisboa, S/N – Armazém 11. Seg a Sab., 9h às 19h. Dom. 9h às 17h

Paço do Frevo – R. da Guia, s.n. Ter a sex., 10h às 17h. Sab e dom., 11h às 18h

DIA 2

No segundo dia, o passeio inicial pelo rio Capibaribe, que corta a cidade, é uma boa pedida. O Cão sem Plumas, como foi definido pelo escritor João Cabral de Melo Neto, passa por pontes históricas do Recife e pelos manguezais da cidade. O passeio sobre as águas também contempla prédios históricos e a vegetação ribeirinha. A orientação é passar protetor solar no corpo antes do passeio diurno.

O almoço pode ser em um dos restaurantes à beira-mar da praia de Boa Viagem, que tem uma extensa faixa de areia.

Após o almoço, o turista pode se dirigir ao Instituto Ricardo Brennand, um castelo construído como se fosse medieval que abriga uma vasta coleção de arte europeia e armas antigas, além de belos jardins tropicais.

Uma alternativa para a tarde é visitar o Mercado de São José, na área central. O espaço conta com barracas com diversos itens à venda, desde pratos típicos da culinária pernambucana, como o bolo de rolo, a itens de artesanato para levar de recordação ou lembrança.

O jantar do segundo dia pode ser no Restaurante Catamaran, na área central. O espaço conta com vista privilegiada para a bacia do Recife e para a zona sul da cidade, com ampla iluminação.

Catamarã Rio Capibaribe – passeios gratuitos a depender do dia e pagos no site

Instituto Ricardo Brennand – R. Mário Campelo, 700 – Várzea. Ter a dom. 13h às 17h

Avenida Boa Viagem, restaurantes na imediação do Segundo Jardim

Mercado de São José – Praça Dom Vital, São José. Seg a sab. 6h às 18h. Dom. 6h às 12h

Restaurante Catamaran – Av. Cais de Santa Rita, s/n. Seg e Ter 12h às 16h; Qua e Qui 12h às 23h; Sex e Sab 12h às 0h; Dom 12h às 20h. Reservas pelo WhatsApp (81) 99973-4077

DIA 3

Comece com um passeio de bicicleta pela orla de Boa Viagem e do Pina. O aluguel de bicicletas pode ser feito por meio do aplicativo Bike Itaú via celular. As bikes podem ser para uso em uma das estações disponíveis ao longo da Avenida Boa Viagem.

Depois, uma recomendação é mergulhar na praia de Boa Viagem, desde que observadas as sinalizações. Alguns locais são proibidos para banho de mar por causa da possibilidade de mordidas de tubarão.

O almoço do terceiro dia pode ser em um dos restaurantes do Alto da Sé, em Olinda. O local tem vista deslumbrante para o Recife e fica em um dos mais bonitos pontos da cidade.

Pratos como feijoada, carne de sol, moqueca de peixe ou mariscos acompanhados de suco de frutas tropicais são opções. A sobremesa após o almoço pode ser uma tapioca. No local, dezenas de barracas com vendas de tapioca vendem a comida que faz parte da culinária local.

Em seguida, visite a catedral da Sé e depois a Igreja e o mosteiro de São Bento, com arquitetura barroca e os azulejos portugueses em seu interior.

A tarde também pode contemplar uma caminhada pelas ladeiras e ruas históricas, que são tranquilas em dias comuns, diferentemente do período do Carnaval, quando estão ao som do frevo e com milhares de foliões nas ladeiras. Nesse sentido, a Casa dos Bonecos Gigantes é boa opção para quem quer conhecer mais dessas celebrações.

De volta ao Recife, o pôr do sol pode ser visto na praia de Boa Viagem, local também indicado para fazer o jantar, em um dos restaurantes à beira-mar.

Avenida Boa Viagem, Boa Viagem

Alto da Sé – restaurantes se concentram na Rua do Amparo, Olinda

Catedral da Sé – Rua Bispo Coutinho, 1541, Carmo, Olinda. Seg a sex. 9h às 16h; Dom. 9h às 12h

Basílica e Mosteiro de São Bento – Seg a dom. 9h às 11h45 e 14h às 17h

Casa dos Bonecos Gigantes de Olinda – Rua Bispo Coutinho, 780, Carmo, Olinda – Seg a dom. 9h30 às 17h30

Link da fonte