Cobra jararaca se esconde dentro de gaveta em oficina e surpreende mecânico em SC; VÍDEO


Caso ocorreu em Jaraguá do Sul. Animal, que é peçonhento, foi resgatado e solto em área de mata. Jararaca se esconde em gaveta de oficina em SC
Uma cobra jararaca, que é peçonhenta, foi encontrada dentro de uma gaveta em uma oficina de Jaraguá do Sul, no Norte de Santa Catarina. Por pouco o mecânico não pegou o animal por engano.
O réptil foi resgatado e solto posteriormente em área de mata, informou o biólogo Christian Raboch, da Fundação Jaraguaense de Meio Ambiente (Fujama).
✅Clique e siga o canal do g1 SC no WhatsApp
O caso ocorreu na sexta-feira (5). O local onde a jararaca foi achada é uma oficina para reforma e pintura de carros.
O morador que chamou o resgate disse que deixou o carro no local e fechou a porta à noite. Dessa forma, não haveria como o animal ter entrado após o fim dos trabalhos na oficina.
“No outro dia, depois de ele pintar o carro, ela [jararaca] acabou aparecendo. Então ele acha que jogou tinta no carro e, com o cheiro muito forte, ela saiu de dentro do carro, do motor, e acabou entrando na caixa de ferramentas”, disse o biólogo.
Jararaca é resgatada de dentro de gaveta de oficina em Jaraguá do Sul, SC
Reprodução/Christian Raboch
A jararaca pode ser uma das espécies de cobras peçonhentas mais perigosas do Brasil, explicou Raboch.
“O grupo das jararacas, o grupo Bothrops, é responsável pela maioria dos acidentes com serpentes no Brasil. A peçonha da jararaca não é a mais forte não, a mais forte é da coral. Só que a coral não dá bote, acidente com ela é bem raro de acontecer. Então a jararaca é uma das mais perigosas no sentido de acidentes”.
O que fazer em caso de picada de cobra?
Caso seja picado por uma cobra, não se deve amarrar o local. O torniquete pode aumentar o risco de necrosar o local e resultar até em amputação;
não se deve cortar o local, fazer perfurações ou sucção;
o local da picada deve ser lavado com água e sabão;
a vítima deve ser levada o mais rápido possível ao hospital;
é importante tentar identificar a serpente (pode ser por foto, se possível) pois isso facilitará para escolha do soro antiofídico a ser aplicado.
Onde ligar
Entre em contato com os Bombeiros (193) ou com a Polícia Ambiental da sua cidade (190);
em caso de acidente com serpente, entre em contato com o Samu (192), os Bombeiros (193) ou se dirija ao hospital público mais próximo;
dúvidas ou orientações sobre procedimentos de primeiros socorros podem ser esclarecidas com o Centro de Informação e Assistência Toxicológica de Santa Catarina (CIATox/SC), pelo telefone: 0800 643 5252.
✅Clique e siga o canal do g1 SC no WhatsApp
VÍDEOS: mais assistidos do g1 SC nos últimos 7 dias

Link da fonte