Filé de costela brasileiro ganha nota máxima em degustação internacional – 30/06/2024 – Nação churrasqueira

A cada seis meses, o International Taste Institute, o mais respeitado na Europa e em todo o mundo, com sede em Bruxelas, na Bélgica, promove degustações dos mais diversos produtos. Nosso filé de costela, também conhecido como bife ancho, participou e ganhou a nota máxima no Superior Taste Awards de 2024, superando um total de 2.673 amostras enviadas.

A avaliação é feita por cem chefs renomados, às cegas, onde são avaliados a primeira impressão, o visual, o cheiro, a textura, a maciez e o sabor. Para obter o selo, o produto precisa de um escore médio de 70% nesses requisitos, e nosso produto brasileiro, produzido pela VPJ Alimentos, alcançou mais de 90%.

Isso se deve a uma seleção genética de uma raça bem famosa, da qual provavelmente você já deve ter ouvido falar: a raça Angus. Essa raça britânica chegou ao Brasil vinda do Uruguai em 1906 e, em 1963, foi criada a Associação Brasileira de Angus, formada inicialmente por pecuaristas gaúchos. Desde então, essa associação tem orientado a expansão da raça por todo o país.

Por conta disso, existem vários programas de melhoramento genético da raça, os quais procuram cada vez mais aperfeiçoar o Angus, principalmente no que diz respeito ao aumento da resistência contra parasitas e à maior adaptabilidade ao clima tropical. Dessa forma, a raça Angus vem passando por um processo de seleção e também sendo utilizada intensivamente em cruzamentos com raças zebuínas, conseguindo equilibrar características de maciez, marmoreio, rusticidade, sabor e boa camada de gordura.

Hoje em dia é muito fácil encontrar esse tipo de carne em restaurantes, mercados e especialmente em boutiques de carnes. Vejo que cada vez mais é buscado um consumo mais consciente e com maior qualidade.

Você já experimentou? O que achou? Me conta nos comentários!


LINK PRESENTE: Gostou deste texto? Assinante pode liberar sete acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.

Link da fonte

Ver Artigo Completo