Imobiliárias apostam nas vendas de studios mobiliados em Juiz de Fora


Com apelos à praticidade, setor imobiliário consegue agregar valor nas vendas com acréscimo de até R$ 30 mil por unidade. Quem compra para investir também pode faturar mais com incremento no valor do aluguel cobrado.
As vendas de novos imóveis subiram 47,9% no 1º trimestre de 2024 no Brasil, segundo o levantamento da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias. Esse foi o melhor resultado da série histórica iniciada em 2014. Ao todo, foram comercializados 177.350 unidades em todo o país.
Em Juiz de Fora, a venda de apartamentos estilo studios mobiliados tem sido uma tendência registrada pelas imobiliárias como foco em clientes que querem praticidade na hora de mudar ou apenas investir para faturar com aluguel de um bem que tem boa procura.
🔔 Receba no WhatsApp notícias da Zona da Mata e região
Pronto para morar
Venda de apartamentos com mobílias cresce em Juiz de Fora
Arquivo Pessoal
O empresário Natalino Nascimento Cardoso está no ramo dos mobiliados há 8 anos e já vendeu quase 600 unidades no município. De acordo com ele, os clientes têm maior satisfação com a entrega de apartamentos ‘prontos para morar’.
“Eles procuram um imóvel completamente mobiliado e equipado com eletrodomésticos também. Tudo em condições da pessoa chegar para morar. Basta levar roupa de cama e de banho”, contou.
Foi a praticidade que levou o também empresário Guilherme Peixoto a comprar locais prontos para revenda. “Hoje em dia mexer com mudança é muito complicado. Você acaba gastando tempo e dinheiro nesse processo”.
Outro fator que ele destaca é que essa opção gera também um valor agregado ao apartamento. “Por exemplo, o imóvel que comprei, consigo vender por cerca de R$ 30 mil a mais”, explicou.
Guilherme também aluga apartamentos compactos decorados e consegue acrescentar pelo menos R$ 400 a mais no valor do aluguel.
Venda de apartamento com mobília em Juiz de Fora
Arquivo Pessoal
Moradias transitórias
Um dos pontos importantes dessa tendência no município, pois esse tipo de apartamento é geralmente uma moradia temporária, uma vez que Juiz de Fora é tradicionalmente uma cidade de estudantes e de médicos que fazem residências em hospitais da região.
Para Natalino Nascimento, a venda dos imóveis sem mobília é mais difícil. “O cliente, se quiser, pode equipar e colocar tudo, mas esse tipo de investimento, além da compra, não está barato”, pontuou.
Outra opção que segue no mercado são os apartamentos studios mobiliados apenas com o guarda-roupa embutido.
O empresário Geraldo Rezende explicou ao g1 que o último prédio construído já foi vendido 90% dele, na faixa de preço de R$ 250 mil a R$ 300 mil.
“O decorado ficou apenas para ilustrar para meus clientes, que preferem pagar um valor menos nos apartamentos sem móveis”, finalizou.
📲 Siga o g1 Zona da Mata: Instagram, Facebook e Twitter
📲 Receba no WhatsApp as notícias do g1 Zona da Mata
VÍDEOS: veja tudo sobre a Zona da Mata e Campos das Vertentes

Link da fonte

Ver Artigo Completo