Motoristas são flagrados pagando para furar fila e acessar a Ponte da Amizade, em Foz do Iguaçu


Dois homens cobram para que condutores cometam imprudências no trânsito e quase provoquem acidentes. PRF diz que fiscaliza infratores. Equipe da RPC flagrou motoristas pagando para furar filas na Ponte da Amizade
Reprodução/RPC
Motoristas que vão para o Paraguai pela Ponte da Amizade, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, estão pagando para furar a fila de veículos que se forma em direção ao país vizinho.
Flagrantes feitos por uma equipe de reportagem da RPC mostram os condutores pagando para dois homens.
✅ Siga o canal do g1 PR no WhatsApp
✅ Siga o canal do g1 PR no Telegram
Após receber o dinheiro, eles sinalizam para que os veículos que estão na marginal entrem na rodovia.
Em alguns casos, os motoristas que dão ré quase provocam acidentes.
Leia também:
Desembargador tira licença remunerada uma semana após dizer que ‘mulheres estão loucas atrás dos homens’
Vítima de violência sexual que pediu socorro em aplicativo agradece restaurante: ‘Obrigada por acreditar em mim’
Federação Paranaense lamenta morte de fisiculturista atingido por carro dirigido por adolescente em Ibiporã
Problema é antigo, diz PRF
A RPC também flagrou viaturas da Polícia Rodoviária Federal (PRF) passando pelo local, o que não intimida a imprudência dos motoristas.
A corporação disse que as irregularidades acontecem há bastante tempo no trecho, e que nem sempre é possível fiscalizar o local.
“Tentamos manter a equipe em ronda, mas nem sempre conseguimos. O trecho de fiscalização da unidade da PRF da Ponte da Amizade engloba todo o perímetro urbano de Foz do Iguaçu. Eventualmente, aquele local fica desguarnecido, que é quando essas imprudências acontecem”, informou a chefe da Delegacia da PRF em Foz, Luiza Lux.
A polícia afirmou que os motoristas que forem identificados podem ser multados por andar na contramão de direção e por trafegar em cima do canteiro.
Mais assistidos do g1 PR

Veja mais em g1 Oeste e Sudoeste.

Link da fonte

Ver Artigo Completo