Parques e museus unem digital e analógico; veja novidades – 09/07/2024 – Colo de Mãe

Parques, museus e demais atrações têm inovado na união da tecnologia e brinquedos analógicos na tentativa de atrair pais e filhos, em uma estratégica conhecida como “fidigital”.

Espaços como o Parque da Mônica, o Museu da Imaginação e o Hello Park apostam em brinquedos já conhecidos do público, que fazem sucesso há muitas gerações, mas com roupagem interativa, com desenhos que ganham vida na parede, areia na qual você cava e encontra “tesouros” digitais e fogão que cozinha sem comida, apenas com hologramas, entre outras inovações.

O Parque da Mônica focou nesse tipo de atração há um tempo, mas está ampliando seu portfólio com um novo espaço, inaugurado em 29 de junho, para atrair ainda mais visitantes. Chamado de “Vamos Brincar”, em referência à nova animação dos estúdios Maurício de Sousa na tevê, o brinquedo fica na entrada do parque e conta com espaços que tratam de ciência, quintal divertido e área para bebês.

Neles, as crianças unem o lúdico físico a aventuras digitais. É possível regar flores que crescem em uma tela, pular pedras em um chão que virou água sem que ninguém se molhe se cair, fazer reciclagem separando digitalmente o lixo orgânico do reciclável, cozinhar em um fogão na qual a comida é um holograma, fazer piquenique com jogos divertidos e ainda escalar árvores, subir escadas, escorregar…

Mauro de Sousa, filho de Maurício, contou como o espaço foi pensado desde 2022, justamente como forma de fazer com que as crianças possam se divertir com a tecnologia, já que as novas gerações são atraídas por tudo o que está no mundo digital, e atender ao anseio dos pais, de tirar os filhos das telas de celulares e tablets.

O parque tem área de 12 mil m² e fica no Shopping SP Market, zona sul da capital paulista. Os ingressos custam a partir de R$ 139 para adultos e R$ 159 para crianças, no valor promocional no site ou R$ 149 para crianças e R$ 169 para adultos ao comprar na bilheteria física.

O Museu da Imaginação, reinaugurado no início de junho em uma área de 7.000 m², é um local que conta com dois andares, e está envolto em atividades educativas. Logo na entrada, uma fazendinha com brinquedos de madeira e feltro são o início do que será visto por ali, com o alimento como a base para o desenvolvimento humano.

As legendas das atrações trazem informações adicionais a adultos e crianças maiores, que podem aprender sobre biocombustíveis ou se aprofundar na obra do artista Mondrian.

Ao lado da fazendinha há uma réplica de supermercado, com diversos itens, minicarrinhos de compras, caixa, balança, calculadora e até uma cartão de crédito para que a criança use no consumo e faça as contas.

Os pequenos podem comprar suas frutas legumes e verduras, grãos, pães, pizza, suco, leite e outros itens. Há uma farmácia onde se encontra creme dental, antibióticos e até pomada antialérgica, totalmente voltada a esse universo infantil.

No mesmo piso, é possível brincar em uma cozinha gigante ou, se quiser, entrar em um jardim enorme, no qual a criança é uma formiguinha, numa representatividade sobre como as formigas vivem em comunidade.

É possível escalar o Monte Everest —atração não tão fácil assim— ou o Kilimanjaro. As crianças também podem ser engenheiras e construir seus edifícios, ajudando umas às outras. Há ainda uma atração na qual se constrói um playground.

No segundo andar, a tecnologia está mais presente para reproduzir o cérebro humano, com ênfase nos sentidos, e o corpo humano, com todos os órgãos. Há jogos, questionários divertidos, microscópios e óculos especiais. É possível criar uma animação em stopmotion, ouvir o próprio coração reverberar suas batidas em uma sala e checar os pormenores da pele com uma câmera microscópica.

No espaço Eisntein, a diversão ligada à física é garantida, com atrações clássicas, como a bola eletromagnética que faz os fios de cabelo subirem quando a criança coloca a mão. O museu fica localizado na rua Virgilio Wey, 100, Água Branca, zona oeste da capital paulista.

O ingresso custa a partir de R$ 69,90 (pacote promocional de férias) e o horário da visita é de quatro horas e meia. A dica é chegar no primeiro horário da manhã ou da tarde. O funcionamento é das 8h30 às 13h, ou das 14h às 18h30. Ele fecha para o almoço.

O Hello Park já nasceu com a proposta de ser um parque totalmente interativo. Para entrar, a criança pode criar um avatar de si e usar no tempo que estiver no local. A primeira atração é colorir desenhos e digitalizá-los. Eles aparecem numa parede, que imita um fundo do mar, onde os desenhos nadam.

O parque possui 20 atrações no formato “edutainment” (educação e entretenimento), que permite unir o universo da multimídia à realidade. A proposta do Hello Park faz com que as crianças experimentem brincadeiras tradicionais como, pular, pintar e escorregar, de forma diferente, com inovações tecnológicas.

Os pais também podem brincar. Há guarda-volumes. O parque fica no Shopping SP Market, na zona sul da capital paulista. Os ingressos custam a partir de R$ 89 tanto na bilheteria física quanto online.

O feriado de 9 de Julho na capital paulista também conta com uma atração gratuita patrocinada pela Protex no Parque Villa Lobos, na zona oeste. Trata-se de um tobogã gigante e um espaço com mesas e outras atrações físicas, que ficará disponível até esta terça, 9.

Clientes Nubank podem participar de uma experiência gratuita sobre educação financeira, na qual vão assistir um filme produzido em parceria com os estúdios Disney no Brasil e interagir em atividades com o foco de ensinar a poupar e gastar fazendo boas escolhas. A atividade fica no Shopping JK Iguatemi, na zona sul.

Link da fonte

Ver Artigo Completo