Quem era a mulher morta a facadas na frente dos filhos; marido suspeito morreu em acidente horas após o crime


Jaine Pereira Kochanski, de 27 anos, foi morta dentro de casa. Marido dela morreu horas depois, ao bater o carro de frente com um caminhão. Caso aconteceu em Ponta Grossa, no Paraná. Jaine Pereira Kochanski tinha 27 anos
Reprodução/Redes Sociais
Jaine Pereira Kochanski, mulher morta a facadas em casa na frente dos filhos, tinha 27 anos e era apaixonada por ciclismo.
O principal suspeito pelo crime é o marido dela, que teria usado as redes sociais da mulher para falar sobre o crime e morreu horas depois, ao bater o carro de frente com um caminhão na BR-153. O caso aconteceu na sexta-feira (5) em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná. Saiba mais abaixo.
✅ Siga o canal do g1 PR no WhatsApp
✅ Siga o canal do g1 PR no Telegram
Jaine Pereira Kochanski tinha 27 anos
Reprodução/Redes Sociais
Mãe de um casal de filhos crianças, nas redes sociais Jaine mostrava a rotina da família com o esporte e se identificava como “ciclista amadora”.
Ela, o marido e os dois filhos costumavam competir em provas de ciclismo e também faziam passeios e trilhas de bicicleta por diferentes lugares dos Campos Gerais e todo o Paraná.
De acordo com o Serviço Funerário Municipal, Jaine era dona de casa.
Nas redes sociais ela apontava que estudou Gestão de Recursos Humanos.
Natural de Telêmaco Borba, ela foi velada em Ivaí e sepultada na manhã deste sábado (6) no Cemitério Lustosa, em Ipiranga.
Jaine Pereira Kochanski tinha 27 anos
Reprodução/Redes Sociais
Leia também:
Outro feminicídio: Homem dá tijoladas e ateia fogo na companheira no meio da rua em Ponta Grossa, segundo PM
Veja cronologia do caso: ‘Continuamos aflitos’, diz família de adolescente grávida desaparecida há um mês no Paraná
VÍDEO: Equipe de reportagem flagra ao vivo motorista entrando na contramão e trafegando pelo acostamento na BR-277
Feminicídio
Marido é suspeito de matar esposa a facadas e usar as redes sociais para falar sobre crime
De acordo com o delegado Luiz Gustavo Timossi, testemunhas afirmaram que a Jaine e o marido tinham saído de casa na noite de quinta-feira (4). Ela chegou antes e o marido, logo depois.
Vizinhos afirmaram que ouviram uma discussão e, cerca de 20 minutos após a chegada do homem, ele procurou uma vizinha e pediu que ela ficasse com os filhos do casal, porque havia matado a esposa em razão de uma suposta traição, explica Timossi.
“Foi um crime brutal”, afirma o delegado.
Uma postagem assinada pelo homem foi feita em uma rede social da vítima, afirmando que, na noite de quinta-feira (4), Jaine disse que ia à casa de uma amiga, mas que o homem descobriu que ela estava em um motel.
Horas antes, a jovem fez publicações temporárias de fotos de um jantar com uma amiga.
VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER? Veja os canais de denúncia disponíveis no Paraná
CICLO DA VIOLÊNCIA: Aprenda a identificar e entenda como funciona
Desde que deixou os filhos com vizinhos, o homem estava sendo procurado pela polícia.
Ele chegou a fazer uma postagem comentando o caso também nas próprias redes sociais e, horas depois, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que ele morreu em uma batida de carro na BR-153 em Tibagi – cidade vizinha a Ponta Grossa.
Segundo a corporação, o carro que ele dirigia invadiu a pista contrária e bateu de frente com um caminhão.
Homem suspeito de matar esposa e postar sobre o crime nas redes sociais dela morre em acidente de carro em Tibagi
PRF
Vídeos mais assistidos do g1 PR:
Leia mais notícias da região em g1 Campos Gerais e Sul

Link da fonte